music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • EVENTOS LATINOS
  • CONTACTO

ACTUALIDAD

NOS e Cinema City reabrem salas com ciclo de tributo a Nolan dia 2 de Julho

todayjunio 30, 2020 2

Fondo
share close

Está com saudades de voltar ao escurinho do cinema? As salas começam a abrir aos poucos e a partir da próxima quinta-feira, 2 de Julho, terá ainda mais por onde escolher. Depois da reabertura do Cinema City de Alvalade, a 8 de Junho, é a vez dos espaços de Beloura, Campo Pequeno, Alegro Alfragide, Alegro Setúbal e Leiria. Mas também de todos os Cinemas NOS do país.

A boa notícia assinala-se com outra ainda melhor: a reposição de Inception, Interstellar e Dunkirk, no âmbito do antecipado ciclo dedicado aos filmes de Christopher Nolan, em jeito de antevisão de Tenet, o seu mais recente projecto. Mas esta não é a única grande estreia deste Verão. No final de Agosto, prevê-se que Mulan, a nova versão em imagem real do clássico da Disney, chegue também às salas de cinema depois de vários adiamentos.

Para incentivar o regresso às salas, os preços dos bilhetes nos cinemas NOS serão reduzidos até 22 de Julho: 5€ para uma sessão normal, em 2D, e 7€ para sessões em IMAX, 4DX, ScreenX e XVision.

Ambas as cadeias de exibição garantem a implementação de todas as medidas sanitárias e de segurança necessárias, nomeadamente reforço da higiene e limpeza dos espaços, venda de lugares intercalados para garantir a distância entre espectadores, pagamento automático por tecnologia contactless ou MBWay e uso obrigatório de máscara. A NOS recorreu ainda a um processo independente de certificação, realizado pelo Instituto da Soldadura e Qualidade, tendo sido atribuído um Selo de Confiança na categoria “Safe Places. Safe People” a todas as salas de cinema.

+ As estreias de cinema que não pode perder até ao final do ano

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

Associações de proteção de dados saúdam parecer sobre app de rastreio

"Esta solução é um 'Big Brother'. É de questionar a sua necessidade, proporcionalidade e adequação. É mais uma oportunidade de recolher dados das pessoas sem se provar que o combate [à pandemia] sairá enriquecido", declarou à agência Lusa a presidente da Associação dos Profissionais de Proteção e Segurança de Dados. "Não estamos certos de que esta solução tecnológica seja eficaz", afirmou Inês Oliveira, apontando que aplicações de rastreio de contactos […]

todayjunio 30, 2020


Publicaciones similares


Portuguese PT Spanish ES
0%