music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

A Lachoix calçou sapatos rasos e chegou ao Príncipe Real

todaynoviembre 30, 2021

Fondo
share close

A Lachoix calçou sapatos rasos e chegou ao Príncipe Real

Fátima Carvalho criou uma marca de calçado fiel ao seu próprio gosto. A falha na oferta de modelos rasos aguçou-lhe o instinto empreendedor e, na recta final de 2018, a Lachoix chegou ao mercado com um design suficientemente intemporal para oferecer um par de sapatos para a vida. “Quis juntar versatilidade, elegância e coolness na mesma colecção, o que é difícil. Depois, fui bater à porta de fábricas com o molde na mão”, conta à Time Out Lisboa.

Lachoix
Mariana Valle Lima

Três anos depois da primeira colecção ter sido lançada, a marca portuguesa inaugura um espaço com porta aberta para a rua. A loja, uma espécie de tela em branco onde brilham os sapatos e algumas peças de design (curadoria da Cartune), fica no Príncipe Real e, depois de um showroom por marcação junto à Avenida, quer ser o novo ponto de encontro para a legião de fãs que já se formou.

“É verdade que criámos a marca para viver exclusivamente online, mas os sapatos continuam a ser aquela peça… Há sempre quem goste de vir, tocar e experimentar”, complementa Madalena Carvalho, filha e braço direito. É igualmente verdade que a Lachoix tem um grupo de seguidoras acérrimas (algumas podem já considerar-se coleccionadoras), mas a maior fatia das vendas vai para fora do país e com Itália a encabeçar a lista. “As portuguesas são muito conservadoras. Quando lancei os primeiros sapatos brancos, por exemplo, não pegaram”, continua Fátima.

Lachoix
Mariana Valle Lima

De volta à loja, é possível ter um vislumbre do portfólio da marca — os novos loafers de pêlo, os slip-on em veludo e os clássicos “Tomboy”, até hoje o modelo mais vendido. “Adoro este estilo mais andrógino. Para mim, é o cúmulo da elegância e é a partir daí que depois trabalho com padrões e com todos os detalhes”, refere. E este também é, por sinal, um espaço de trabalho. Ao fundo, a mesa de mármore nem sempre está arrumada como a fotografia. É habitual encontrar protótipos, amostras de tecidos e solas durante as reuniões criativas.

Lachoix
Mariana Valle Lima

O aperfeiçoamento das peças é constante e mais recentemente até resultou em novas solas, com maior aderência à calçada portuguesa, especialmente escorregadia nesta altura do ano. Curiosamente, é nas solas que a Lachoix vai inovar no próximo lançamento, esperado para o mês de Dezembro. Para 2022, os planos são outros. A ideia é abrir a loja a artistas e marcas portuguesas e assim enriquecer esta nova montra aberta ao bairro e à cidade. Os primeiros convidados chegam já em Janeiro.

Pátio do Tijolo, 16 (Príncipe Real). 211 363 207. Seg-Sex 10.30-19.00 e Sáb-Dom 11.00-19.00.

+ Depozito: o velho e o novo artesanato português debaixo do mesmo tecto

+ Moda, arte e uma ode ao saber-fazer manual. Bem-vindos à Casa Loewe

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior


Portuguese PT Spanish ES
0%