ACTUALIDADE EM PORTUGAL

Disco Wheel: a loja de cerâmica que esconde um estúdio atrás do pano

todayjunio 22, 2024 3

Fondo
share close

Disco Wheel: a loja de cerâmica que esconde um estúdio atrás do pano

Quem nunca experimentou meter as mãos no barro cru e dar forma – ou tentar, pelo menos – a algo que se apresente está, muito provavelmente, a passar ao lado de uma actividade relaxante, de um incentivo à descompressão, de instantes de pura evasão. Aconteceu com Pierre d’Andrimont, o belga que, depois de restaurantes como o Farès, Dallas, Leonetta ou Javá, decidiu abrir uma pequena boutique exclusivamente dedicada à cerâmica.

Infelizmente, não é o CEO do grupo Vida Plena – que, assim, acaba de abrir portas ao primeiro negócio fora do ramo da restauração –, que nos dá as boas-vindas na Disco Wheel. Mas a história serve de introdução a este espaço de paredes e tecto tingidos de terracota e onde as bancadas e expositores seguem as linhas curvas e irregulares.

Disco Wheel
© Disco Wheel

A cor e a plasticidade do barro inspiram a arquitectura, mas o que brilha verdadeiramente são as peças de cerâmica que estão à venda. Uma selecção internacional, mas com dois embaixadores portugueses: Úrsula e Grau. Do Dubai chegam as peças neutras da Cole & Cinder. Destaque ainda para as da chilena Mariela Torres e para as criações de Hannah Simpson, vindas directamente do Reino Unido. Os preços variam entre os 20€ e os 300€.

Entreaberta, a cortina atrás do balcão faz antever algo mais. O espaço, cromaticamente harmonizado, continua, afinal, embora resguardado da clientela, maioritariamente estrangeira, que circula pela loja. É aqui que acontecem os workshops de cerâmica, aulas de uma hora e meia, de quarta-feira a domingo, sempre às 19.00.

Disco Wheel
© Gonçalo Vilardebó

São oito as rodas de oleiro, nove a contar com a do professor, estrategicamente colocada na ponta da bancada, bancada essa extremamente melhorada – inclui dois frappés, onde se mantêm frescas as garrafas de vinho natural (ou de combucha) que elevam os ânimos e a criatividade dos alunos durante a lição. Os workshops custam 60€ por pessoa e incluem o vidrado (incolor) e a cozedura das peças. Para vidrados coloridos, é cobrado um extra de 10€. Inscrever-se numa destas sessões não é a única forma de pôr as mãos na massa. O espaço pode ser alugado por inteiro por 420€, o preço de uma aula totalmente personalizada.

Depois de sujar as mãos na roda de oleiro, o grupo parece ter-lhe tomado o gosto. Já existem planos para abrir uma segundo Disco Wheel. Será em Londres.

Rua de São Paulo, 150 (Cais do Sodré). Qua-Dom 12.00-19.00

Siga o novo canal da Time Out Lisboa no Whatsapp

+ De Carolina para Carolina: uma colecção de jóias feita a quatro mãos

Escrito por

Rate it

0%