music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

Guilty Mondays: uma versão limpinha de Fight Club numa garagem no Cais do Sodré

todaydiciembre 30, 2021 5

Fondo
share close

Guilty Mondays: uma versão limpinha de Fight Club numa garagem no Cais do Sodré

Segunda-feira, sete da tarde, e estamos à porta de uma garagem abandonada no Cais do Sodré, em Lisboa. A noite estende-se ao interior, com apenas alguns leds coloridos a desafiar a escuridão. Dentro de minutos acontece uma versão limpinha de Fight Club (1999), sem sangue nem Brad Pitt, com luvas de boxe e sotaque francês. 

Quem entra sabe ao que vai. Na parede lê-se “Who the Fuck is Guilty”. “A ideia é suar os shots de tequila que bebemos no fim-de-semana e começar a semana frescos!”, diz-nos um dos fundadores das Guilty Mondays, um conceito do colectivo Who The Fuck is Henry. “A ideia é limpar o corpo e limpar a alma”, diz o francês Tordj que, como os seus comparsas, se apresenta apenas com um nome. Segue-se uma hora e um quarto de exercício, entre aquecimento, técnicas de boxe e cardio-boxing, tudo numa garagem de portas abertas, numa rua paralela às artérias principais do Cais do Sodré. À vista de todos, mas com a discrição necessária. 

Muitos socos e pontapés no ar depois, com o corpo já quente, chegou a hora da acção. A música é interrompida, todos arranjam parelha e ouve-se apenas o som do impacto das luvas contra o corpo e das luvas contra as luvas. Ao sinal do final de cada round começam as respirações ofegantes: há uns segundos para descansar. Gautier, o treinador, dá indicações, corrige posturas, promove o entusiasmo. Uma mulher de compras na mão pára no passeio da Rua do Tojo, e olha pela porta aberta para o interior da garagem. O rosto revela confusão. Mas os socos continuam, e a dada altura uma das participantes baixa os braços: “Acho que preciso de açúcar”. O treinador manda-a parar. “No final da aula as pessoas estão mortas”, avisaram-nos. 

Guilty Mondays boxe
Gabriell Vieira

Ainda assim, não faltam participantes, quase todos repetentes da iniciativa que já acontera durante a pandemia, mas num espaço exterior, no Cais do Gás. A mudança para este lugar é recente e para participar não basta aparecer, é preciso fazer uma inscrição através do Instagram @guilty.mondays. Depois basta comparecer à hora marcada na garagem com umas luvas de boxe e um tapete, já que muitos exercícios de aquecimento são feitos no chão. O público das Guilty Mondays é, por agora, sobretudo feminino, e paga 10 euros por sessão. Ultimam-se detalhes para ter a opção de um passe mensal – para quem não falha uma segunda-feira. 

Rua Cais do Tojo, 14 (Lisboa). 10€/aula. Inscrição através do Instagram @guilty.mondays

+ Aulas de boxe em Lisboa: vamos andar à pêra?

+ Os melhores sítios para correr em Lisboa

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

O Via Graça renasceu e tem um novo restaurante de fine dining no andar de cima

Passados 32 anos, continua a ter, provavelmente, uma das melhores vistas de Lisboa. Ao longe avista-se a ponte, o Tejo e o Cristo Rei iluminado – este cenário, contudo, não será novidade para quem já conhece o Via Graça. A atenção, desta vez, está na cozinha aberta do renovado andar de cima, onde Guilherme Spalk e a equipa dão início ao serviço para mais uma noite de trabalho no 9B, […]

todaydiciembre 30, 2021 7


Portuguese PT Spanish ES
0%