Já se pode ir bater umas bolinhas à Doca do Espanhol, em Alcântara

É dos desportos mais democráticos que existem: o investimento em bolas e raquete é tão baixo que o torna acessível a qualquer um. Faltam é mesas. Foi a pensar nisto que a Federação Portuguesa de Ténis de Mesa avançou com um projecto para o Orçamento Participativo de Lisboa de 2011, ano em que a cidade foi Capital Europeia do Desporto.

A proposta foi aprovada, com um orçamento de 150.000 euros, para instalar mesas em espaços públicos de toda a Lisboa: zonas Norte, Ocidental, Oriental, Centro e Centro Histórico. O prazo de execução é de 24 meses e todo o processo será desenvolvido em articulação com as Juntas de Freguesia, razão pela qual a Federação Portuguesa de Ténis de Mesa não pode ainda adiantar o número e localização das futuras mesas.

Campo de de basket 3x3 na Doca do Espanhol
Helena Galvão Soares

No entanto, a primeira já está instalada na Doca do Espanhol e o visual não engana: tal como o campo de basket, a mesa foi também alvo da intervenção do artista venezuelano flixrobotico, que partiu do alfabeto das bandeiras náuticas para desenhar aqui a palavra Alcântara.

+ Paulo Morais é o primeiro embaixador português da gastronomia japonesa

+ Leia já, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Portuguese PT Spanish ES
0%