music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

Músicos portugueses juntam-se em concerto solidário pela Ucrânia

todaymarzo 4, 2022 9

Fondo
share close

Músicos portugueses juntam-se em concerto solidário pela Ucrânia

O alinhamento é de primeira água e está reunido numa única noite, a da próxima sexta-feira, 11 de Março, no São Luiz Teatro Municipal: Agir, Camané, Carminho, Jorge Palma, Maria João, Mário Laginha, Miguel Araújo e Orquestra da Metropolitana de Lisboa – Quarteto de Cordas (Ana Pereira, Joana Dias, Joana Cipriano, Catarina Gonçalves). Clã e Salvador Sobral participam à distância, através de vídeo feito propositadamente para este espectáculo. O objectivo? Ajudar quem foi obrigado a fugir da guerra na Ucrânia.

Os bilhetes custam entre 9€ e 17€, com as receitas a reverterem integralmente a favor das pessoas refugiadas da Ucrânia. O concerto está marcado para as 21.00, mas a partir das 19.00 haverá à porta do São Luiz um posto de recolha de produtos de higiene para bebés, em particular fraldas, numa acção coordenada pela Câmara de Lisboa através do Gabinete de Protecção Civil. Quem não puder deslocar-se à António Maria Cardoso, pode fazer um donativo para a conta Apoio aos Refugiados da Ucrânia – IBAN PT50 0036 0063 99100091709 19.

“Mão na mão com a Ucrânia.” Assim fecha o comunicado de divulgação deste concerto solidário, promovido pela Associação Pão a Pão, que tem trabalhado na integração de refugiados (mas não só) na cidade de Lisboa. Entre outros projectos, é responsável pelo Mezze, no Mercado de Arroios. Desta feita, “desafiou” o São Luiz para esta iniciativa, que logo a acolheu: “Não há palavras para agradecer a forma generosa e pronta com que todos nos disseram ‘sim’, desde a direcção do Teatro aos músicos”, lê-se na mesma nota.

O concerto terá transmissão via RTP1, RTP Internacional, RTP Play e Antena 1.

+ Como ajudar a Ucrânia agora mesmo

+ Leia, grátis, a edição digital da Time Out Portugal desta semana

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

Putin toma la mayor central nuclear de Europa en Zaporiyia y busca ‘apagar’ la capacidad energética de Ucrania

Vladimir Putin quiere dejar a Ucrania completamente a oscuras para que no reaccione a la invasión y por eso ha dado un giro a la guerra mirando ya a la energía. La muestra más clara de esto, altamente peligrosa, fue la toma de la central de Zaporiyia por parte de las tropas rusas. De hecho, el mundo estuvo en vilo después de que las fuerzas del Kremlin atacasen las instalaciones de la central nuclear más grande de Europa y provocaran […]

todaymarzo 4, 2022 7


Portuguese PT Spanish ES
0%