music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

Na primeira série de sempre de Sylvester Stallone, ele é o rei

todaynoviembre 25, 2022 2

Fondo
share close

Na primeira série de sempre de Sylvester Stallone, ele é o rei

Que Stallone é campeão de bilheteiras, não é segredo. E, pelos vistos, consegue o mesmo feito quando as contas passam pelas subscrições de serviços de streaming. Foi o que aconteceu este mês de Novembro no serviço Paramount+, disponível nos Estados Unidos da América, onde a 13 de Novembro estreou Tulsa King, uma série sobre Dwight Manfredi, um capo da máfia nova-iorquina que é libertado passados 25 anos na prisão, sem nunca ter denunciado o seu chefe. Desconectado do mundo actual, é mais ou menos traído e enviado para Tulsa, uma cidade do estado do Oklahoma com o objectivo de aí expandir o império da sua ‘família’ mafiosa. Problema: em Tulsa, conhecida como ‘a capital mundial do petróleo’, a criminalidade é praticamente inexistente. Pelo menos, em comparação com Nova Iorque. “Esta não é uma história típica da máfia e quando ele está a reconstruir a sua vida, a encontrar uma ‘nova família’, é aí que a diversão começa. É aí que o drama inicia”, explicou Stallone num vídeo que gravou para o evento de apresentação da SkyShowtime, que decorreu a 25 de Outubro em Amesterdão. A estreia em Portugal é na segunda-feira, 28 de Novembro.

Tulsa King mistura (alguma) violência com humor e também com um certo drama que puxa ao sentimento. E não é a primeira vez que ‘Sly’ se veste de mafioso. Fê-lo em 1975, em Al Capone, num papel secundário, ou em Get Carter (2000) e Avenging Angelo (2002), como protagonista. Mas o personagem Dwight apresenta uma certa leveza, graças a um argumento que nos oferece momentos mais descontraídos, onde Stallone sabe bem puxar pelo humor, que também tem treinado em filmes como O Destravado do Táxi Amarelo (1984), com argumento do próprio; Oscar – A Mala das Trapalhadas (1991); ou Pára ou a Mamã Dispara! (1992) – embora neste último caso o actor tenha considerado, em 2010, que foi o pior filme em que já tinha entrado em toda a sua vida.

Sylvester Stallone
©Brian DouglasJay Will, Sylvester Stallone e Martin Starr

Com uma carreira de mais de quatro décadas, o homem dos músculos há muito que provou ter talento além bíceps. Prova disso, embora debatível até hoje, é o facto de ter conseguido duas nomeações para Melhor Actor e Melhor Actor Secundário nos Oscars, com os filmes Rocky (1976) – para o qual também foi nomeado pelo argumento – e Creed (2015). Com o mesmo personagem, é certo, mas com um intervalo de 39 anos entre interpretações e em dois filmes que integram um dos grandes impérios cinematográficos de Stallone. Que é também argumentista de tudo o que é filmes Rocky e Rambo (ou mesmo de Febre de Sábado à Noite, como co-argumentista, entre muitos outros).

Poderíamos pensar que Stallone é grande demais para caber no pequeno ecrã. E a verdade é que bateu um recorde no dia de estreia. Segundo a Variety, a estreia de Tulsa King resultou no maior número registado de assinantes num único dia, de acordo com o serviço Paramount+, um dos gigantes que integra a plataforma europeia SkyShowtime. Um “marco significativo”, nas palavras de Tanya Giles, responsável pela programação (CPO) da Paramount Streaming. Taylor Sheridan (nomeado para um Oscar pelo argumento de Hell Or High Water, de 2016) é o criador desta série, onde acumula funções como produtor executivo ao lado de Stallone, através da sua Balboa Produtions. Se o nome lhe diz alguma coisa, é porque Sheridan também tem nas mãos as rédeas das séries Yellowstone e da sua prequela 1883, ambas disponíveis na SkyShowtime.

Tulsa King é uma série de gangsters e talvez a primeira com potencial nesta área desde o final de Os Sopranos (1999-2007), cujo produtor é o showrunner de Tulsa King: Terence Winter. Este universo acaba por se cruzar com o western, mais próximo de Sheridan, numa verdadeira “coboiada” – adjectivo que também serve para descrever situações de violência ou de grande confusão – que conta com as interpretações da actriz Andrea Savage no papel da agente da polícia Stacy Beale, o interesse amoroso do mafioso; de Martin Starr, como Bodhi, dono de uma loja que vende cannabis e produtos à base da planta; e de Jay Will, que veste a pele de Tyson, um descontraído motorista contratado por Dwight.

A primeira temporada de Tulsa King é composta por 10 episódios. Dois ficarão disponíveis no dia de lançamento e os restantes vão caindo à cadência de um por semana. Quanto à segunda temporada, ainda não está confirmada, mas Stallone, numa entrevista à Variety, não tem a certeza se irá regressar para uma segunda ronda.

SkyShowtime. Estreia a 28 de Novembro (T1).

+ ‘Wednesday’. Tim Burton entra finalmente para a Família Addams pela mão da mórbida adolescente

+ ‘Gaslit’, ou a mulher “histérica” que tentou denunciar Nixon

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

Las Audiencias de Madrid, Málaga, Bizkaia y Granada acuerdan rebajar las penas por la ley del ‘solo sí es sí’ en contra de la Fiscalía

Las Audiencias provinciales de Madrid, Málaga, Bizkaia y Granada se han desmarcado del criterio de la Fiscalía General del Estado y han acordado en sendas reuniones acometer una revisión de condenas por delitos sexuales para aplicar las penas que trae la ley del solo 'sí es sí' en el caso de que sean beneficiosas para los condenados.En el Día internacional para la erradicación de violencia contra las mujeres, las secciones penales de varias audiencias provinciales se han reunido para intentar […]

todaynoviembre 25, 2022 1


Publicaciones similares


Portuguese PT Spanish ES
0%