music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

O Pátio das Antigas: A livraria que abriu numa cavalariça

todayoctubre 16, 2022 4

Fondo
share close

O Pátio das Antigas: A livraria que abriu numa cavalariça

Foi uma das livrarias-alfarrabistas que marcou presença na primeira edição da Feira do Livro de Lisboa, em 1930; durante muitas décadas, foi um dos endereços de referência do seu ramo na Baixa, frequentada por bibliófilos, coleccionadores, escritores, artistas e políticos; e começou a vida em 1914, na Rua do Duque, fundada por Salvador dos Santos Romana. A Livraria Barateira mudar-se-ia alguns anos mais tarde, em meados da década de 30, para o seu endereço definitivo, na Rua Nova da Trindade, numa antiga cavalariça senhorial, com os livros a substituir os cavalos e a palha que antes a ocupavam. 

A Barateira chegou a ser uma das maiores e mais importantes do género na capital, vendendo não só livros novos e usados, agendas, almanaques, blocos e colecções de letras de fados, como também editando livros e postais ilustrados. Num dos seus catálogos dos anos 30, para a Feira do Livro, publicitava “Preços populares, brindes a todos os fregueses” e a possibilidade de formar “uma grande biblioteca por pouco dinheiro”. A livraria sempre fez jus ao seu nome e tinha mesmo cestos cheios de obras várias a serem vendidos por 50 cêntimos. “Ali, um livro custa menos que um maço de tabaco e compram-se dos volumes dignos pelo preço de um almoço rasca”, escrevia-se em 2010 no blogue ‘Página a Página’. A Barateira sobreviveu até 2012. Hoje encontra-se lá um bar-barbearia.

Coisas e loisas de outras eras:

+ A breve vida do Theatro Moderno

+ Quando a Avenida do Aeroporto não tinha nome

+ A história do “chafariz do boneco” do Lumiar

+ O quiosque que ardeu por causa da política

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

La libertad de expresión no ampara la falsa acusación y la injuria aunque la víctima te caiga mal. DAVID TRUEBA

Recuperar el juicio. El desprestigio de medios y de dirigentes ha impulsado las aventuras de nuevos partidos, nuevos canales, nuevas credibilidades. El fundador del canal InfoWars, Alex Jones, tendrá que pagar 965 millones de dólares como compensación a un grupo de familias que perdieron a sus hijos en el tiroteo en la escuela de primaria […] La entrada La libertad de expresión no ampara la falsa acusación y la injuria aunque la víctima te caiga mal. DAVID TRUEBA se publicó […]

todayoctubre 16, 2022 3


Portuguese PT Spanish ES
0%