music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

O Pátio das Antigas: Os Castelinhos de Benfica

todayfebrero 12, 2022 1

Fondo
share close

O Pátio das Antigas: Os Castelinhos de Benfica

Também conhecidas como Antigas Portas de Benfica, as duas construções inspiradas em castelos medievais serviam para a Guarda Fiscal cobrar impostos sobre mercadorias que entravam em Lisboa. Continuam lá hoje.

Após a reforma administrativa de 1885, que alargou significativamente os limites de Lisboa, foram construídos, entre 1886 e 1903, os dois edifícios que ficariam conhecidos como Antigas Portas de Benfica, ou Castelinhos de Benfica, pelo facto de o seu arquitecto, que ficou desconhecido, se ter inspirado nos castelos medievais. As portas ficavam entre os dois grupos de quatro torreões.

Estes são os últimos sobreviventes das antigas barreiras fiscais erguidas em redor da capital, na sequência daquela reforma, com o objectivo de cobrar ali o imposto sobre vários géneros alimentares e mercadorias que entravam em Lisboa. Este imposto era conhecido como “o real de água”, por na sua origem ter sido um tributo pago pelos moradores de localidades como Elvas para a construção de infra-estruturas de abastecimento de água. Sendo um imposto que onerava de forma particularmente pesada as bebidas alcoólicas, o contrabando de bebidas alcoólicas era muito comum nas barreiras da cidade.

A cobrança era feita pela Guarda Fiscal nos dois Castelinhos de Benfica, onde por vezes ficavam detidos os contrabandistas, antes de serem enviados para as esquadras alfacinhas. Posteriormente, e em vez de serem demolidas, as Antigas Portas de Benfica foram requalificadas e integradas num novo arranjo paisagístico.

Lisboa de outras eras:

+ O Pátio das Antigas: Eça jantou aqui

+ O Pátio das Antigas: O café elegante do Chiado

+ O Pátio das Antigas: Uma avenida a estrear

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

La tecnología y tantos buitres han decidido cargarse a los ineptos ancianos mediante el desamparo. CARLOS BOYERO

Viejos. Sospecho que la única compañía casera de muchos ancianos es la televisión en abierto. Aterra pensar cómo se pueden sentir con esa oferta asquerosa. El seductor y en aquella ocasión tenebroso escritor Bioy Casares imaginó en su novela Diario de la guerra del cerdo que sin razones explicables el personal decidía cazar y exterminar a todos los viejos de la gran ciudad. La tecnología y tantos buitres que se están haciendo escandalosamente ricos con ella han decidido cargarse a […]

todayfebrero 12, 2022


Portuguese PT Spanish ES
0%