Sala Azul do Palácio Nacional da Ajuda reabre de cara lavada

A Sala Azul do Palácio Nacional da Ajuda, o único palácio real em Lisboa que hoje é um museu, foi alvo de uma profunda intervenção de conservação e restauro, num investimento total de 87.288,08€, que permitiu retomar a configuração de 1865, segundo uma aguarela de 1889, da autoria de Enrique Casanova. A reabertura ao público está marcada para esta terça-feira, 26 de Outubro.

Promovida pela Direcção-Geral do Património Cultural (DGPC), que proporcionou a aquisição de sedas e o restauro e instalação de iluminação no lustre e apliques, a intervenção realizou-se com o apoio mecenático da Fundação Fonte, que financiou a conservação e restauro de mobiliário, bem como a confecção de novos materiais.

Aguarela da Sala Azul do Palácio Nacional da Ajuda
Palácio Nacional da AjudaAguarela de Enrique Casanova (1889)

“Inicialmente não existia uma sala de estar para todos os membros da família real no Paço da Ajuda. Após o rei D. Luís e a rainha D. Maria Pia passarem a habitar este espaço tornou-se indispensável a criação de um espaço de feição familiar localizado no piso térreo, de modo a proporcionar maior comodidade aos monarcas”, lê-se em comunicado da DGPC sobre a Sala Azul, que foi construída ao gosto da rainha D. Maria Pia entre 1863 e 1865, pelo arquitecto da Casa Real Joaquim Possidónio Narciso da Silva.

Como era comum na época, o revestimento das paredes foi feito em seda azul, inspirando o nome da sala. “Íntima, nela se viveram momentos animados, que contaram muitas vezes com a presença de comediantes, cantores e prestidigitadores, convidados a vir ao Paço exibir a sua arte”, afirma-se na mesma nota. “Os serões eram passados com jogos de cartas, xadrez, leitura, ou apenas em conversa junto à lareira nas noites frias de Inverno, num ambiente informal, distante das rígidas regras de etiqueta de corte.”

Palácio Nacional da Ajuda, Largo da Ajuda. Seg-Qua e Sex-Dom e feriados 10.00-18.00. 5€ (Grátis aos domingos e feriados para residentes em Portugal).

+ Museu do Tesouro Real abre em Novembro com exposição em caixa-forte

+ Leia já, grátis, todas as edições digitais da revista Time Out Portugal

Portuguese PT Spanish ES
0%