music_note
  • ¡HAZ TU PROGRAMA!
  • ¿QUÉ HACEMOS POR TI?
  • CONTACTO

ACTUALIDADE EM PORTUGAL

Videojogo ‘The Last of Us’ vai ser uma série de televisão e já tem data de estreia

todaynoviembre 2, 2022 4

Fondo
share close

Videojogo ‘The Last of Us’ vai ser uma série de televisão e já tem data de estreia

Os serviços de streaming continuam a apostar em histórias que se desenrolam em cenários pós-apocalípticos e The Last of Us parece ser a próxima grande aposta. A adaptação para série chega à HBO Max a 16 de Janeiro, precisamente dez anos depois do primeiro lançamento do videojogo, então para a Playstation 3. A data foi confirmada nesta quarta-feira.

Desenvolvido pela Naughty Dog em exclusivo para as plataformas da PlayStation, The Last of Us é um videojogo de acção e aventura lançado em 2013, em que controlamos Joel, um contrabandista que, duas décadas após o deflagrar de uma pandemia mortal, é contratado para transportar a jovem Ellie, imune à doença, para fora de uma opressiva zona de quarentena. E a história da série não estará longe da original.

Prova disso, são os argumentos da ficha técnica. A série, original da HBO e uma co-produção com a Sony Pictures Television, foi desenvolvida por Neil Druckmann, também criador do videojogo, e Craig Mazin, criador da premiada minissérie Chernobyl. Nos principais papéis conta com Pedro Pascal (A Guerra dos Tronos, Narcos, Mandalorian) como Joel, e com a jovem actriz Bella Ramsey (A Guerra dos Tronos) como Ellie. A ligação ao videojogo fica completa com a banda sonora original, que estará a cargo do compositor Gustavo Santaolalla, que também assina a banda-sonora do videojogo. A primeira temporada terá nove episódios.

HBO Max. Estreia a 16 de Janeiro (T1)

+ Todas as temporadas de Ficheiros Secretos estão disponíveis no Disney+

+ Lisboa recebe estreia mundial de documentário co-produzido por DiCaprio

Escrito por Comunicación Cultural

Rate it

Artículo anterior

ACTUALIDAD

Los excesos de la burocracia digital. JORGE DOBNER

Nos prometieron que con la digitalización nuestras administraciones funcionarían mejor, los procesos burocráticos serían mucho más agiles y efectivos y los ciudadanos nos ahorraríamos tiempo de espera y dinero en el coste de los mismos. Basta escuchar el sentir generalizado de la calle para ver que todo ha sido una burda estafa. Trámites interminables para […] La entrada Los excesos de la burocracia digital. JORGE DOBNER se publicó primero en .

todaynoviembre 2, 2022 7


Publicaciones similares


Portuguese PT Spanish ES
0%